Natal na Suíça

É difícil expressar em palavras a primeira experiência de um Natal longe de casa. Neste post e vídeo, eu compartilho um pouco dos meus sentimentos. A Suíça me acolheu com sua natureza exuberante, tranquilidade e paz. Ensinou-me que a verdadeira casa é onde o coração está e que é possível celebrar esta data tão especial em comunhão com Continue lendo >>

Dormi com as estrelas

Na antevéspera do Natal, fui dormir com as estrelas. Lá fora, a lua crescente dava um tom prateado à neve. As luzes da decoração natalina interagiam harmoniosamente com o cenário natural. O mundo se prepara para celebrar o amor. É um privilégio estar no último andar de uma comunidade dos Alpes Suíços e ter um teto solar para apreciar Continue lendo >>

Oito meses, onze países e incontáveis experiências

Faz quase um mês que não escrevo por aqui. Tem sido tudo tão intenso que me falta tempo para compartilhar em detalhes as minhas experiências. Após a Croácia, voei pela Hungria, Áustria e Alemanha e, hoje, completando oito meses de viagem, pousei no último país do ano: Suíça, onde fico para o Natal e o Ano Novo e permaneço até o início Continue lendo >>

Preparando-me para o inverno pela primeira vez

Esta minha jornada está repleta de experiências pela primeira vez. E a mais temida por mim está chegando: encarar o rigoroso inverno europeu. Para uma ariana carioca movida a sol, ele já chegou com a temperatura variando entre 5 e 7°C. Nunca me preparei para a estação mais fria do ano. Ela simplesmente chegava com as festas juninas, o fondue Continue lendo >>

O poder da cooperação

Compartilho o meu primeiro texto no site Brasileiras pelo Mundo, onde falo do poder da cooperação. Ele foi escrito em junho, quando eu ainda estava em Sintra/Portugal. Brasileiras Pelo Mundo, ou BPM como também é conhecido, é uma plataforma colaborativa que já conta com mais de 130 colunistas espalhadas pelos cinco continentes. É uma excelente Continue lendo >>

Se não é divertido, não é sustentável!

Meu primeiro voo no continente europeu foi em Vigo, na região da Galícia, Espanha. E como boa borboleta carioca, o pouso não poderia ter sido melhor: na praia de Samil! Apesar do cansaço físico por ter levado quase 10 horas para cruzar o Atlântico, e do cansaço mental por ter vivido fortes emoções nas minhas despedidas temporárias preparadas Continue lendo >>