Outono na Hungria

Minha passagem pela Hungria durou duas semanas e meia durante o gélido e dourado outono, onde tive a grata oportunidade de: trabalhar como voluntária em uma ecovila; ser desafiada com um feedback inesperado (que eu classifiquei como furacão); trocar valiosas experiências com os pais da associação Waldorf; morar numa creche por cinco Continue lendo >>

Experiências na Croácia

Minha passagem pela Croácia durou um pouco mais de um mês. Além dos belíssimos lugares que conheci, tive a oportunidade de atuar como voluntária em duas ecovilas e visitar uma creche. Compartilho abaixo as minhas experiências nesses espaços sustentáveis e educativos. Voluntariado Gea Viva Situada em Milna, na ilha de Brac, esta ecovila Continue lendo >>

Pedras no caminho

No mês em que completei um semestre de jornada, fui presenteada com um lugar que me fez sentir um pouco em casa: clima quente, praias paradisíacas, montanhas imponentes, por do sol digno de aplausos e brisa refrescante. Depois de um verão inteiro na Escandinávia, com temperaturas típicas do inverno carioca, eu merecia esse mimo. Desembarquei Continue lendo >>

Inspirando novos programas de voluntários na Dinamarca

No último trimestre, devido às longas férias escolares do verão europeu, concentrei as minhas energias no trabalho voluntário em comunidades sustentáveis. Já escrevi sobre os aprendizados adquiridos em Portugal, na Suécia e na Dinamarca. A minha última experiência, ainda na Dinamarca, foi na comunidade Andelssamfundet em Hjortshøj. Continue lendo >>

Construção natural na Dinamarca

A ecovila Friland recebe frequentemente grupos de turistas interessados em conhecer a diversidade de construções naturais da comunidade. No primeiro post sobre a Dinamarca, eu ressaltei a minha paixão pelos telhados. E não é que o universo me levou para a casa de mais uma mulher experiente em bioconstrução?! Ela ajudou o ex-marido a construir Continue lendo >>

Quem mandou não estudar?!

Esta frase passou pela minha cabeça algumas vezes enquanto eu executava minhas primeiras atividades voluntárias na Dinamarca. Famosa no Brasil, essa sentença é comum em conversas informais entre pessoas insatisfeitas com sua profissão, por executarem serviços braçais, cansativos e que exigem, em sua grande maioria, força e repetição. Nas minhas Continue lendo >>

Conferência de Ecovilas da Europa 2017

A primeira vez que ouvi falar no termo ecovila foi há quase três anos, em um evento promovido pela equipe da Pedagogia da Cooperação na Lagoa Rodrigo de Freitas no Rio de Janeiro, com a facilitação da Taisa Mattos (co-fundadora da ecovila de Terra Una/MG). Lembro-me exatamente do brilho que a sua apresentação provocou em meus olhos. A minha Continue lendo >>

Economia colaborativa

As minhas últimas semanas foram tão intensas que eu me isolei em Estocolmo para tentar absorver toda conexão e aprendizado adquirido durante a Conferência de Ecovilas da Europa. Ainda estou em processo de reflexão e não estou totalmente pronta para compartilhar minhas mais profundas experiências. No entanto, existe um tema que está vivo Continue lendo >>

Aprendi brincando

Amanhã, encerro mais uma temporada de trabalho voluntário. Graças à amiga paulista Andrea da Silva, pude vivenciar a rotina de duas instituições durante as férias escolares de verão da Suécia. A primeira foi o Rapatac, onde a responsável Evelyn me recebeu com sorrisos largos e muita boa vontade. Uma ONG que tem como objetivo fazer a ponte Continue lendo >>

Ervas daninhas

É noite de lua cheia. Da minha barraca, na Ecoaldeia de Janas, tenho uma vista privilegiada: o Castelo dos Mouros, o Palácio da Pena e a lua. Todos brilhantemente iluminados. Alguns vagalumes também aparecem para enriquecer o cenário. Lá fora, diferentes sons. Os mais fáceis de identificar são os dos sapos e o do vento. No meu mini colchão Continue lendo >>